Secretaria da Saúde Portal Sesab SUS - 20 Anos
English Spanish

Dia Mundial do Doador de Medula Óssea é lembrado pela Fundação Hemoba

E-mail Imprimir PDF

O Dia Mundial do Doador de Medula Óssea é celebrado mundialmente no terceiro sábado do mês de setembro. A data simbólica será lembrada pela Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) com ações educativas de conscientização sobre a importância de realizar o cadastro de doador de medula óssea e manter as informações atualizadas no site do Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (Redome).

Este ano, o esforço da Fundação Hemoba se concentrou em realizar palestras e convocações de grupos da sociedade civil para abraçar esse ato de amor e solidariedade, já que o transplante de medula óssea pode beneficiar o tratamento de cerca de 80 doenças em diferentes estágios e faixas etárias.

Atualmente, mais de 4,5 milhões de possíveis doadores estão cadastrados no Redome aguardando a chance de salvar a vida de algum paciente. Os voluntários podem ser chamados para efetuar a doação até 60 anos de idade. Por esta razão, é fundamental que todos mantenham os dados cadastrais atualizados para aumentar a probabilidade de êxito na localização.

A Bahia possui mais de 157 mil voluntários e é destaque nacional em ações de captação de doadores de medula óssea e ações direcionadas para a atualização cadastral nos últimos dois anos, conquistando o 2° lugar em 2016 e o 1° lugar em 2017 no concurso mundial realizado pela World Marrow Donor Association (WMDA), associação mundial que reúne os registros de doadores de medula óssea.

Para se tornar um doador de medula óssea é necessário:

  • Ter entre 18 e 55 anos de idade.
  • Estar em bom estado geral de saúde.
  • Não ter doença infecciosa ou incapacitante.
  • Não apresentar doença neoplásica (câncer), hematológica (do sangue) ou do sistema imunológico.
  • Algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

Sobre o cadastro de medula óssea:

Na Bahia, o candidato à doação de medula óssea deve se dirigir a alguma unidade da Fundação Hemoba, preencher um formulário com dados pessoais e realizar a coleta de uma amostra 5ml de sangue para testes de compatibilidade.

Os dados pessoais e os resultados dos testes da amostra de sangue serão armazenados em um sistema informatizado que realiza o cruzamento com dados de pacientes que estão necessitando de um transplante. Em caso de compatibilidade, o doador é chamado para exames complementares e para realizar a doação de medula óssea.

Como atualizar o Cadastro no Redome:

Em caso de mudança de informações, principalmente de endereço e telefones, o doador voluntário deve acessar o site do Redome (redome.inca.gov.br) ou entrar e contato pelos telefones (21) 2505-5656/ 2505-5639 / 2505-5638.

Redome/Ascom Hemoba